quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Mude


Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.
Mude, lembre-se que a vida e uma só,
Experiemente coisas novas,
troque novamente,
mude, de novo.
Experimente outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores e piores do que as já conhecidas, mas não é isso que importa.
O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia...
Só o que esta morto não muda!

[Edson Marques]

D I C A S ! ! ! ! !

"... submeter-se a uma dieta sem lidar com aquilo que faz com que você tenha vontade de comer demais não vai resolver o seu problema.

Uma maneira de enfrentar esse desconforto é entender o que leva você a comer de uma forma ‘desequilibrada’. Assim, em vez de fazer dieta, você aprende a comer de uma forma equilibrada e tem condições de aderir a esse novo padrão de uma maneira mais leve, quase natural..."(psicóloga Camila Goldstein)
 
Regras de ouro:

- Beba de 8 a 10 copos de água por dia

- Evite o consumo de alimentos industrializados e fast-food

- Substitua refrigerantes por sucos de frutas naturais

- Inclua alimentos integrais no seu cardápio

- Evite o consumo de alimentos ricos em gordura como: frituras, carnes gordas, queijos amarelos, manteiga

- Doces são permitidos, mas esporadicamente e em pequena quantidade

- Pratique atividade física regularmente.
Dicas

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Conheça a ti mesma....

 Bem eu ja sei muita coisa sobre dieta, o q fazer e como fazer, o problema mesmo é aplicar isso na pratica, pq na teoria é tudo lindo...eu vivia a dar desculpa para mim mesma sobre muita coisa...quando errava, pensava:
....ah ja comi um, mais um nao vai mudar nada
....bem ja q foram dois vou comer mais e a dieta amanha continua
...ou volto pra ela na segunda
...ah to com preguiça de ir andar
...ou ta muito frio
...muito calor
 E por ai afora, mas fico muito triste quando vou comprar uma roupa e esta nao me serve mesmo sendo o tamanho grande, ou XL, pior ja to no 3XL ou 2XL, ou tenho q comprar modelo masculino para me servir...isso no fundo doe na alma...affe quem nao passou por isso...é um horror...sou louca para compra botas de cano largo, mas  a onde q esta entram na minha pernoca gorda...sou do tipo violoncelo agora ja to grande em cima, mas um rabo enorme, coxas enormes ai ja viu, pra compra calça é um tormento, la em São Bernardo do Campo (São Paulo - Brasil) onde ue morava, eu ja tinha uma loja q ja conheci ate os donos, de tanto tempo q eu ia la comprar roupa, sempretinha meu tamanho, comecei la no 46, e fui subindo, cheguei no 54, ai abaixei depois q meu filho nasceu cheguei no 46 de novo, e voltei a engorda outra vez cheguei no 56 q uso agora e isso me desespera... aqui em Portugal geralmente acho roupa na C&A, pasmem aqui tem muitos tamanhos grandes...e roupa muito bonita...mas bem estes tempos no natal eu fui comprar roupa consegui compra um blusa  tamanho 50 e amei...mas comigo é assim eu emagreço em cima e depois vai emagrecendo em baixo... : 0(
 So q neste fim de semana li muita coisa, mas somente ontem e q decidi mudar mesmo a vida e para com as desculpas, a começar pela minha cabeça e comecei com as decisões, pq como li em algum lugar tudo  começa na cabeça...bem...como a mente é mais forte e domina o corpo, vou botar a minha a trabalhar contra a preguiça  e vou fazer algo por mim..
  Hj decidi começar a me mexer, fiz 20 minutos de caminhada, fiz 50 abdominais, 30 flexões(olha nao foi a deitada foi de joelhosmas consegui ), fiz 30 agachamentos e mais a aula de natação 45 minutos, cuidei mais da alimentação hj, comi mais salada e menos comida e assim vai ser daqui pra frente...me sinto muito bem, ando tomando cha de folhas de oliveira com gengibre e limão(otimo fica muito bom)mais cha verde, vou no banheiro  direto...mas to me sentindo bem...
 Vou fazer mais por mim...cansei de me sentir a coitadinha, comecei a usar mesmo este blog, pq tb li q escrever ajuda a emagrecer, mas pq acaba se colocando o se sente e depois a gente lê, analisa e vê onde errou, ou como foi idiota e se deixou levar por momentos... eu encontrei um blog e nele tive a inspiração q faltou pra decisão de hj, pq assim muita coisa eu ja sei o sabor de cor e salteado, posso passar um bom tempo sem os comer e vou tentar ao máximo isso, pq tb mereço o melhor, não sou lata de lixo pra colocar tudo pra dentro de mim, vou escolher melhor o q vou comer...
 Então para o primeiro dia tudo bem, me sinto muito bem disposta, mas vou lutar todos os dias e melhorar o meu ritmo em tudo...me desejem força, pq tenho fé e força de vontade, vamos ver daqui para frente tudo vai ser diferente...bjs

domingo, 15 de janeiro de 2012

Como emagrecer a mente?

Seja sincera: quando você leu o título desta postagem achou que fosse alguma piada. Como emagrecer a mente? Já não basta querer emagrecer o corpo? Se estivesse sendo literal eu provavelmente daria uma série de exercícios mentais para fazer sua massa cinzenta caber em um biquíni, mas emagrecer a mente é um conceito bem mais sério do que parece à primeira vista. Para saber como emagrecer a mente é preciso pensar magro, e para pensar magro é preciso mais do que força muscular para pedalar; é preciso treinar o pensamento. Tenha calma, leitora, e você vai ver que emagrecer a mente pode ser o primeiro passo para uma dieta de sucesso. 
mulher feliz 300x199 Como emagrecer a mente

Por que emagrecer a mente?

Imagine a seguinte situação: você encontra uma dieta que funciona de verdade, com uma junção equilibrada de reeducação alimentar e exercícios físicos moderados que faz com que a perda de peso seja constante, saudável e de fácil manutenção. Se a primeira coisa que pensa ao ver o programa completo é “não vou conseguir”; se depois de se sabotar, olha para o espelho e vê uma pessoa “irremediavelmente gorda”; se a ansiedade em começar e não conseguir terminar fizer você detonar uma caixa inteira de chocolate… é hora de começar a se questionar o porquê destes pensamentos negativos e obesos.
Emagrecer a mente não é mentir para você mesma, dizendo que você é magra em um mundo alternativo. Emagrecer a mente é propor a você mesma o desafio de se fazer perguntas que gerem respostas cruas e definitivas sobre os porquês de seu sobrepeso: como para me alimentar ou para encobrir frustrações? Sinto fome ou vontade de comer? Posso fazer algo para controlar o desejo de comer sem controle? Gosto de ter peso extra?
As respostas nem sempre são agradáveis mas quando elas refletem os motivos que fazem você comer mais do que deveria e sem controle, já deu o primeiro passo para emagrecer a mente. O segundo passo é reeducar a mente a pensar sempre favoravelmente ao seu desejo de  emagrecer. E as dicas abaixo só funcionarão se você praticar. E praticar. E praticar mais. E mais. Como me disse um sábio amigo, não existe comida grátis.
mulher feliz2 300x300 Como emagrecer a mente

Como emagrecer a mente?

  • Não tenha pensamentos gordos. Quando gorduras e açúcares passar por sua mente, apague, delete e siga em frente.
  • Imagine-se usando alguns números a menos. Nada que seja inalcançável nesta primeira fase para que a frustração não abra caminho através de guloseimas. Fixe esta imagem em seu cérebro e determine que em breve você chegará lá.
  • Não tente demolir seus próprios planos. Seja uma pessoa positiva e comece perdoando a si mesma. Olhe o mundo sem ranços autodestrutivos.
  • Não encontre justificativas para seu excesso de peso; procure saber o bem que perder peso ira fazer a você em todas as esferas – físicas, clínicas, profissionais e pessoais.
  • Aprenda a traçar metas e a cumpri-las. Depois de imaginar os números a menos no manequim, é hora de fazer algo para que isso aconteça. Estabeleça compromissos com você mesma.
  • Não tente ser a Mulher Maravilha. Determine metas possíveis e siga-as seguindo a ordem natural das coisas. Usando uma imagem mental batida mas eficaz, comece engatinhando, ande e não se preocupe com os tropeços e quando as pernas estiverem fortes, corra. Devagar, mas corra.
  • Engane sua gula. Se você conseguiu determinar a fonte destes acessos de fome, deixe esses impulsos para trás. Tome água, dê uma caminhada, fale com alguém que tenha importância em sua vida, beije… seja criativa e esqueça a geladeira.
  • Ame a pessoa mais importante nesse processo todo: você.
Não consegue emagrecer a mente sozinha? Saiba que você não é a única. Existem grupos de terapia cognitiva, programação neurolinguística e demais tratamentos psicoterapêuticos que podem ajudar você a saber como emagrecer a mente para, enfim, conseguir se ver magra e ser magra.
Até a próxima!

sábado, 14 de janeiro de 2012

A obesidade é uma doença!!!! Eu tô doente e vou me recuperar!!!!





A obesidade é uma doença! Mais, é uma doença que constitui um importante factor de risco para o aparecimento, desenvolvimento e agravamento de outras doenças.

Há tantas pessoas obesas a nível mundial que a Organização Mundial de Saúde (OMS) considerou esta doença como a epidemia global do século XXI.

O que é a obesidade?

De acordo com a OMS, a obesidade é uma doença em que o excesso de gordura corporal acumulada pode atingir graus capazes de afectar a saúde.

É uma doença crónica, com enorme prevalência nos países desenvolvidos, atinge homens e mulheres de todas as etnias e de todas as idades, reduz a qualidade de vida e tem elevadas taxas de morbilidade e mortalidade.

A obesidade acarreta múltiplas consequências graves para a saúde.

Quais são os tipos de obesidade?

Obesidade andróide, abdominal ou visceral - quando o tecido adiposo se acumula na metade superior do corpo, sobretudo no abdómen. É típica do homem obeso. A obesidade visceral está associada a complicações metabólicas, como a diabetes tipo 2 e a dislipidémia e, a doenças cardiovasculares, como a hipertensão arterial, a doença coronária e a doença vascular cerebral, bem como à síndroma do ovário poliquístico e à disfunção endotelial (ou seja deterioração do revestimento interior dos vasos sanguíneos). A associação da obesidade a estas doenças está dependente da gordura intra-abdominal e não da gordura total do corpo.
Obesidade do tipo ginóide - quando a gordura se distribui, principalmente, na metade inferior do corpo, particularmente na região glútea e coxas. É típica da mulher obesa.

O que causa a obesidade?

O excesso de gordura resulta de sucessivos balanços energéticos positivos, em que a quantidade de energia ingerida é superior à quantidade de energia dispendida. Os factores que determinam este desequilíbrio são complexos e podem ter origem genética, metabólica, ambiental e comportamental.

Uma dieta hiperenergética, com excesso de gorduras, de hidratos de carbono e de álcool, aliada a uma vida sedentária, leva à acumulação de excesso de massa gorda.

Existem provas científicas que sugerem haver uma predisposição genética que determina, em certos indivíduos, uma maior acumulação de gordura na zona abdominal, em resposta ao excesso de ingestão de energia e/ou à diminuição da actividade física.

Quais são os factores de risco?

Vida sedentária - quanto mais horas de televisão, jogos electrónicos ou jogos de computador, maior a prevalência de obesidade;
Zona de residência urbana - quanto mais urbanizada é a zona de residência maior é a prevalência de obesidade;
Grau de informação dos pais - quanto menor o grau de informação dos pais, maior a prevalência de obesidade;
Factores genéticos - a presença de genes envolvidos no aumento do peso aumentam a susceptibilidade ao risco para desenvolver obesidade, quando o indivíduo é exposto a condições ambientais favorecedoras, o que significa que a obesidade tem tendência familiar;
Gravidez e menopausa podem contribuir para o aumento do armazenamento da gordura na mulher com excesso de peso.

Que consequências para a saúde acarreta a obesidade?

Aparelho cardiovascular - hipertensão arterial, arteriosclerose, insuficiência cardíaca congestiva e angina de peito;
Complicações metabólicas - hiperlipidémia, alterações de tolerância à glicose, diabetes tipo 2, gota;
Sistema pulmonar - dispneia (dificuldade em respirar) e fadiga, síndroma de insuficiência respiratória do obeso, apneia de sono (ressonar) e embolismo pulmonar;
Aparelho gastrintestinal - esteatose hepática, litíase vesicular (formação de areias ou pequenos cálculos na vesícula) e carcinoma do cólon;
Aparelho genito-urinário e reprodutor - infertilidade e amenorreia (ausência anormal da menstruação), incontinência urinária de esforço, hiperplasia e carcinoma do endométrio, carcinoma da mama, carcinoma da próstata, hipogonadismo hipotalâmico e hirsutismo;
Outras alterações - osteartroses, insuficiência venosa crónica, risco anestésico, hérnias e propensão a quedas.

A obesidade provoca também alterações socio-económicas e psicossociais:

Discriminação educativa, laboral e social;
Isolamento social;
Depressão e perda de auto-estima.

Como se previne a obesidade?

Dieta alimentar equilibrada;
Actividade física regular;
Modo de vida saudável.

****************

Eu tenho mais é q me mexer mesmo pq senão vou ficar como na foto....e não quero ser mais infeliz e nem discriminada por ser gorda...

Como me diz uma amiga querida, primeiro saber como fazer para depois fazer corretamente...bom vamos la...

CONFUSA..

Bom nem sei muito com começar e nem sei o q fazer, bom comecei a RA (Reeducação Alimentar), mas não tenho tido muito sucesso, eu não sei bem o q acontece, eu sei o q tenho de fazer, tenho feito, mas não esta dando resultado, sei q preciso de mais exercício, mas ando uma lastima tão desanimada, me sinto só, com vontade de largar tudo e sumir, de voltar pro Brasil e viver com minha mãe, voltar a vida de antes, mas ao mesmo tempo isso me deixa enjoada por pesar assim, sei q estou querendo fugir a responsabilidade, mas é difícil não  pensar, tenho evitado a todo custo não comer porcaria, mas quando não estou com o Luis parece q meu mundo desaba.

Nesse momento ele esta na Alemanha a trabalho, mas é tão ruim não estar com ele por mais q meu filhote esteja comigo ainda sinto a solidão.....mas quando ele ta comigo ai me sinto completa e feliz, mesmo quando estou brava por algo q tenhamos feito mau ou coisas assim..

Tenho evitado comer porcarias, mas esta mesmo difícil...mas tento arrumar forças...